Música alta ou publicidade no trânsito: você aprova?

  
Enquetes sobre qualquer assunto!

Música alta ou publicidade em som alto no trânsito: Você aprova ou não?

Você pode selecionar somente 1 opção

 
 
Exibir resultados

Música alta ou publicidade no trânsito: você aprova?

Mensagempor Mochileiro » Seg Jun 25, 2012 08:26

Carros, motos e caminhonetes trafegando com som alto nas ruas, com música ou publicidade. Você aprova ou desaprova isso?

Vote na ENQUETE acima e espie o TEXTO abaixo, sobre esse assunto, que é de relevante valor social, já que afeta bastante a qualidade de vida de quem passa horas diárias perto de ruas movimentadas.

É interessante mencionar que na maioria dos países essas condutas não são permitidas, mas aqui no Brasil ainda nem despertamos para esse importante debate...
Mochileiro
 
Mensagens: 598
Registrado em: Dom Mai 27, 2012 11:40

Texto breve sobre o objeto da enquete.

Mensagempor Mochileiro » Seg Jun 25, 2012 08:30

Poluição sonora no trânsito: regular ou irregular?

Todos nós sabemos que pelas ruas trafegam carros e motos com caixas de som ligadas em volume máximo. A minha curiosidade é a seguinte: essa conduta é legalmente regular ou irregular?

Claro que existem outros tipos de poluição sonora no trânsito (por exemplo, motocicletas com canos de descarga adulterados), mas me chama muito a atenção o fato de veículos percorrerem as ruas e propositalmente fazerem com que todas as pessoas num raio 50 metros ou mais sejam obrigadas a ouvir determinada música ou informação publicitária. Qual é a razão disso?

No caso de músicas variadas: é uma forma de solidariedade? Um exercício de função social de propriedade? Um jeito inconsciente de superar um sentimento de impotência e inferioridade? Uma tentativa de informar o povo sobre o que cada um mais gosta? A ausência de “desconfiômetro” de que um direito individual está sendo exercido de forma abusiva?

Já acerca de veículos com som em volume alto divulgando publicidade: trata-se de um legítimo exercício do direito fundamental de iniciativa privada? Ou é publicidade abusiva, que fere o direito do consumidor, que viola o domicílio constitucionalmente inviolável e que perturba o trabalho, o sossego e o descanso público?

São questões reflexivas de relevante valor social. Sobre as quais pouco refletimos. Fatos que ocorrem fartamente em nossas ruas. E dentro das nossas casas e locais de trabalho. A respeito dos quais existe legislação (Constituição Federal, Código do Consumidor, Código de Trânsito, Lei de Contravenções Penais etc.).

Afinal: todos que têm um negócio podem impor aos demais que fiquem sabendo seus preços e promoções? Repolhos a R$ 0,56 o quilo, calcinhas com 30% de desconto e festas em que mulheres não pagam se entrarem antes da meia-noite são informações que merecem ser dignamente impostas a todos? Quem gostar de uma música pode obrigar os demais a escutá-la? Isso leva à paz social? Expressa função social de propriedade? É algo justo e democrático?

Todo o pouco que eu até o momento sei me leva a crer que as condutas descritas são irregulares e expressam um costume sem qualquer lógica sustentável.

Entretanto não creio que eu esteja correto. Pelo menos não diante de tanta abundância desse fato. Pois, se eu estivesse correto, teríamos que concluir afirmando que essas questões são práticas irregulares, mas toleradas pelas autoridades. E duvido muito que o Poder Público seria tão tolerante. Então deve haver sim algo que permita essas atitudes. Preciso matar essa curiosidade.

Por isso pergunto: poluição sonora no trânsito é regular ou irregular?


Vicente Zancan Frantz - 2012.
Mochileiro
 
Mensagens: 598
Registrado em: Dom Mai 27, 2012 11:40

Re: Música alta ou publicidade no trânsito: você aprova?

Mensagempor Helena » Seg Jun 25, 2012 10:23

Claro que não aprovo! Acho isso um absurdo!
Ijuí parece uma terra sem leis. Cada um pôe o som no volume que quer e sai infernizando a vida das pessoas que precisam de paz e sossego pra trabalhar. São motos com canos de descarga abertos, carros de som com publicidade que fazem tremer as paredes e janelas da casa. Respeito ao sossego público só em dois ou três pontos da cidade. O resto que se dane! E por que não vale para os CTGs a lei que obriga as casas noturnas, bares e demais espaços com música em alto volume a tomar providências para que esse barulho não perturbe a vizinhança? Incoerência total! Infeliz de quem mora nos arredores do CTG Laureano e outros. Ah, mas é bairro e por isso pode tudo...
Helena
 


Voltar para Enquetes

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes

cron